terça-feira, 23 de maio de 2017

Alien: Covenant (Ozymandias)


"My name is Ozymandias, king of kings: 
Look on my works, ye mighty, and despair!" 
Nothing beside remains: round the decay 
Of that colossal wreck, boundless and bare, 
The lone and level sands stretch far away.

E com uma das referências mais incríveis de Covenant que começo meu post sobre o filme, e que maravilhoso é encontrar tamanha interdiscursividade numa seção de cinema, num sábado à tarde, num filme de terror sci-fi. O trecho é do famoso soneto de Percy Bysshe Shelley, curiosamente, marido de Mary Shelley autora do peculiar Frankestein, onde encontramos um médico "que brinca de deus". No soneto, Shelley utiliza a imagem de uma estátua de Ozymandias (apelido grego do faraó Ramsés II) para descrever temas como a arrogância, a transitoriedade do poder, a permanência da arte e a relação entre artista e sua obra. Humm...

Prometheus



A lenda de Prometheus fala do defensor da humanidade, conhecido por sua astuta inteligência, responsável por roubar o fogo de Héstia e o dar aos mortais. Zeus (que temia que os mortais ficassem tão poderosos quanto os próprios deuses) teria então punido-o por este crime, deixando-o amarrado a uma rocha por toda a eternidade, enquanto uma grande águia comia todo dia seu fígado, que se regenerava no dia seguinte.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

6 on 6 (maio de 2017)


Mais uma postagem do 6 on 6 que, pra variar, não estou conseguindo que saia no dia 6 de cada mês, mas tudo bem, né? Aliás, não estou postando aqui no bloguito com a frequência que eu queria pelos mesmos motivos de sempre: trabalho, trabalho, trabalho.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Girls, a última temporada (Tchau, Hannah)


Ainda estou meio órfã, porque Girls acabou, porque Big Little Lies começou e acabou num susto, porque Westworld só volta em 2018. Ai gente, muitas coisas, estou na bad, total bode preto sinistro, nem sei porque raios inventei de escrever sobre a última temporada de Girls.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Inoar



Ainda nessa vibe de falar de cabelos (peguei gosto), a coisa mais complexa pra cabelo cacheado é a coisa de lavar e condicionar com os produtos certos e específicos. Gostava muito da linha pra cachos da Tresemmé, que simplesmente sumiu dos mercados, ao menos em Fortaleza. Num passado longínquo, gostava bastante da linha pra cachos da Dove, que deixou de produzir. Sim, eu sei que a marca lançou recentemente uma nova linha especial pra cachos, mas antes que eu me habilitasse em testar, dei de cara com uma outra marca, a Inoar.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Tô de Cacho


Então, o outro post ficou mais como uma espécie de crônica do porquê sou cacheada, porque sim, porque quero, porque sempre amei rs. Mas antes que este aqui também se transforme em algo assim, deixa eu ir pros produtos, que é pra isso que estou escrevendo afinal de contas.

Minha coroa são meus cachos



Acho que faz mais ou menos uns dois anos que as perfumarias, mercados e farmácias ficaram lotados com produtos específicos pra cabelos crespos e cacheados. E, nesse mesmo período comecei a reparar que, quem antes alisava o cabelo, de repente parou, e começou a gravar vídeos e escrever textões, criar páginas do Facebook pra falar de transição capilar.  Adendo; sei que não é de repente, é escolha, medo, vontade, etc.

Eu (quase) te entendo, Belchior


Editado.

Belchior, um dos cantores e compositores mais queridos de sua geração, morreu ontem, dia 30 de abril de 2017. Uma pena e uma perda enorme, sem dúvida, um cara de tão bom caráter, que se importava com a dor alheia, que nunca temeu em expor seu coração selvagem, que nem falou numa de suas músicas. 

sábado, 29 de abril de 2017

Dia 28 de Abril, um dia histórico



Dia 28 de abril foi um desses dias históricos que, de alguma maneira, mudam o curso dos coisas. Ainda não sei ao certo que mudanças serão essas, mas o certo é que mudarão. Foi um dia de greve geral contra as reformas trabalhistas, flexibilização da CLT e reforma da previdência, duas reformas propostas por um governo golpista, equivocado e que não representa o que os trabalhadores querem.

sábado, 15 de abril de 2017

6 on 6 (abril de 2017)


Mês da páscoa, muito chocolate e muita cozinha pra mim, o que amo, porque cozinho com amor. Tinha planejado fazer uma moqueca, inclusive uma versão vegetariana, comprar panelas de barro no mercado São Sebastião (é tipo a Cadeg/Rio ou o Municipal/SP), mas não deu. No lugar disso um vatapá de pascada muito bom e minha primeira tentativa de vatapá vegano, que ficou bacana, mas não tão bom quanto o do Rango Verde. mas eu chego lá.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...